O nome dela é Gloria Groove.

Dona do hit “Bumbum de Ouro”, videoclipe com mais de 29 milhões de visualizações no YouTube, Gloria Groove se destaca no crescente “hall” de cantoras que ressignificaram o gênero pop nacional nos últimos anos. Em passagem por Maceió no dia 14 de julho, a artista será a atração principal do aniversário de 03 anos da Festa Cool.

Veja também:

Concorra a 02 ingressos para o show da Gloria Groove em Maceió

TRAJETÓRIA                 

Tudo conspirava para o que o jovem talentoso, Daniel Garcia (23), já galgasse seu espaço entre as promessas da música em meados de 2002, quando tornou-se integrante da última formação da Turma do Balão Mágico com apenas 09 anos de idade.

Daniel Garcia no Programa “Xuxa no Mundo da Imaginação” em 2002.

Filho da cantora Gina Garcia, backing vocal do grupo Raça Negra, o jovem passou a ser figura constante no Programa Raul Gil, cantando e encantando os jurados e auditório no quadro Jovens Talentos em 2006. Tamanho foi o sucesso que naquele mesmo ano, integrou o elenco mirim do folhetim “Bicho do Mato” na Rede Record.

Daniel Garcia (Gloria Groove) no Programa Raul Gil em 2006.

De lá pra cá foram vários trabalhos com música e especialmente com dublagens de séries animadas como Doki, Digimon Xros Wars, Hanna Montana e Power Rangers: Megaforce, além de emprestar voz para a dublagem em português do cantor Justin Bieber no documentário Never say never (2011) e para a franquia Descendentes do universo cinematográfico.

No entanto, foi a partir dos 17 anos de idade que o artista deu vasão ao seu personagem Gloria Groove, desenvolvendo o que considera o seu verdadeiro nirvana artístico na cultura Drag Queen e na música.

Em 2016, Gloria ganhou enorme notoriedade com a música “Dona”, ampliando seu trabalho para a turnê homônima, percorrendo o Brasil com vários shows e garantindo as melhores críticas no cenário. O sucesso natural, alavancou ainda mais a participação de Gloria na cena do pop LGBTQ+, principalmente com o lançamento de Proceder, álbum de estreia lançado em 2017 que, não apenas presenteou seus fãs, mas trouxe um deleite sonoro em músicas como Império e Gloriosa que misturam elementos R&B, Rape Hip-Hop, somados ao autêntico “bate-cabelo”.

No início de 2018, com o lançamento do videoclipe Bumbum de Ouro, a cantora prova sua versatilidade musical com uma pegada mais funk e dançante, mas sem deixar de lado suas rimas como rapper que versam a sua marca pessoal. No final do último mês de maio, foi a vez da parceria com o baiano Léo Santana com o lançamento do dançante hit Arrasta, cujo videoclipe já soma mais 8 milhões de visualizações no YouTube.

Glória encabeça um “squad” de grandes artistas da cultura drag que estão movimentando o cenário em uma fase fantástica do pop nacional, muito além do restrito palco das boates que revelaram talentos como Léo Áquilla, Dimmy Kieer e Silvetty Montilla. Podemos dizer que hoje o pop está compensando esse legado, abrindo espaço para artistas como Pabllo Vittar,  Aretuza Lovi, Mulher Pepita e tantas outras talentosas que estão saindo do anonimato.

Os bons ventos e o talento de Gloria Groove reforçam um debate importantíssimo não apenas na música, mas também evidenciando o importante papel de representatividade, onde a sonoridade de um movimento constantemente oprimido, grita em cores e alegria um novo movimento musical e diversificado no Brasil.

SE VOCÊ CURTIU ESSA MATÉRIA E QUER FICAR POR DENTRO DE OUTRAS ‘POPZEIRAS’, SIGA A GENTE NO INSTAGRAMFACEBOOK E TWITTER!