A 61ª edição do Grammy Awards reuniu neste domingo (10), a apoteose dos mais renomados cantores, compositores e produtores do planeta. A mais importante premiação da música americana consagrou os artistas que mais se destacaram no ano de 2018, premiando os hits que embalaram as rádios e as plataformas digitais.

Confira os melhores momentos dessa festa maravilhosa que foi regada a encontros icônicos, alfinetadas e performances que fazem a gente babar por nossos ídolos musicais.

Vamos lá:

Gaga foi a artista que recebeu o primeiro Grammy da noite na categoria “Melhor Performance Pop de Duo ou Grupo”, por “Shallow” (ao lado de Bradley Cooper). A nossa monster fez um discurso bem emocionada.

Ela ainda nos presenteou com o que considero uma das melhores performances da noite com esse hino aclamado <3

Teve o encontro pra lá de latino com a participação dos astros Ricky Martin, Camila Cabello e J Balvin!

Para surpresa de todos, Michelle Obama subiu ao palco da premiação e estrelou um momento super lindo ao lado da Gaga, Jada Pinkett Smith, Alicia Keys e Jlo. A eterna primeira dama dos EUA falou o quanto a música é importante na sua vida <3

Quem apareceu mais radiante do que nunca na premiação, foi Miley Cyrus que a cada ano apaixona este jornalista que vos informam. A maturidade dela em todos os níveis, é uma maravilha de se acompanhar.

Mandatory Credit: Photo by Chelsea Lauren/REX/Shutterstock (10095020id) Miley Cyrus 61st Annual Grammy Awards, Arrivals, Los Angeles, USA – 10 Feb 2019

E ainda nos presenteou com duas performances incríveis! Uma ao lado de Shawn Mendes e outra com a fantástica Dolly Parton.

Com a sua consagrada canção e clipe “This Is America” Childish Gambino, levou quatro, inclusive dois dos prêmios principais prêmios da noite. O artista, de fato, está agora no hall dos cantores mais respeitados pela classe.

Teve uma participação de “corpo ausente” do nosso cristal, Ariana Grande, que se arrumou toda para assistir a premiação diretamente do sofá de casa (por opção). Mesmo longe, Ari faturou o Grammy na categoria de “Melhor Albúm Pop Vocal” por Sweetener.

Teve também a coroação da nossa fada militante, Dua Lipa, que ganhou Grammy na categoria “Revelação” e de “Melhor Gravação Dance”.

Sem falar da performance estrondosa da Cardi B que, nesta edição, saiu consagrada ao ganhar o prêmio de Melhor Álbum de Rap. Cardi é a primeira artista solo feminina da história a levar para casa um troféu na categoria.

Cardi não veio pra passeio nesta década!

Outro momento bem emocionante foi com o prêmio póstumo dedicado a
Chris Cornell. Os filhos do astro subiram ao palco para receber o Prêmio de “Melhor Performance de Rock”.

Outro momento bem emocionante foi a participação da diva Diana Ross que comemorou seus 75 anos recebendo uma linda homenagem, mas nos presenteando com uma performance super nostálgica e cheia de vigor, digna de um dos maiores ícone da música mundial!

(Photo by Kevin Winter/Getty Images for The Recording Academy)

Quem fez uma performance super a cara do Grammy foi a nossa Alicia Keys que colocou todo o talento pra jogo e mostrou que ser uma multi-instrumentista de sucesso é com ela mesmo!

(Photo by Kevin Winter/Getty Images for The Recording Academy)

A TNT Brasil compilou as melhores performances da noite. Super válido acompanhar nesse link abaixo:

E aqui a lista com os principais vencedores do Grammy Awards 2019. A lista completa pode ser acessada no site oficial da premiação =)

Álbum do ano

Golden Hour – Kacey Musgraves

Gravação do ano

This Is America – Donald Glover & Ludwig Goransson, produtores; Derek “MixedByAli” Ali, Riley Mackin & Shaan Singh, engenheiros de mixagem; Mike Bozzi, masterização (gravada por Childish Gambino)

Melhor artista novo

Dua Lipa

Melhor álbum de rap

Invasion of Privacy – Cardi B

Melhor álbum de R&B

H.E.R. – H.E.R.

Melhor canção de rap

God’s Plan – Aubrey Drake Graham, Daveon Jackson, Brock Korsan, Ron LaTour, Matthew Samuels & Noah Shebib, compositores (gravada por Drake)

Melhor álbum country

Golden Hour – Kacey Musgraves

Música do ano

This Is America – Childish Gambino

Melhor performance pop de duo ou grupo

Shallow – Lady Gaga & Bradley Cooper

Melhor performance pop solo

Joanne (Where Do You Think You’re Goin’?) – Lady Gaga

Melhor álbum pop vocal

Sweetener – Ariana Grande

Melhor álbum de pop vocal tradicional

My Way – Willie Nelson

Melhor gravação Dance

Electricity – Jarami, Alex Metric, Riton & Silk City, produtores; Josh Gudwin, mixer (gravada por Silk City & Dua Lipa Featuring Diplo & Mark Ronson)

Melhor álbum Dance/eletrônico

Woman Worldwide – Justice

Melhor álbum contemporâneo instrumental

Steve Gadd Band – Steve Gadd Band

Melhor performance rock

When Bad Does Good – Chris Cornell

Melhor performance de metal

Electric Messiah – High On Fire

Melhor canção de rock

Masseduction – Jack Antonoff & Annie Clark, compositores (gravada por St. Vincent)

Melhor álbum de rock

From The Fires – Greta Van Fleet

Melhor álbum de música alternativa

Colors – Beck

Melhor performance de R&B

Best Part – H.E.R. Feat. Daniel Caesar

Melhor performance de R&B tradicional

Bet Ain’t Worth The Hand – Leon Bridges

How Deep Is Your Love – PJ Morton Featuring Yebba

Melhor música de R&B

Boo’d Up – Larrance Dopson, Joelle James, Ella Mai & Dijon McFarlane, compositores (gravada por Ella Mai)

Melhor álbum urbano contemporâneo

Everything Is Love – The Carters

Melhor performance de rap

King’s Dead – Kendrick Lamar, Jay Rock, Future & James Blake

Bubblin – Anderson .Paak

Melhor performance de rap cantado

This Is America – Childish Gambino

Melhor performance solo de country

Butterflies – Kacey Musgraves

Melhor performance de duo ou grupo country

Tequila – Dan + Shay

Melhor canção country

Space Cowboy – Luke Laird, Shane McAnally & Kacey Musgraves, compositores (gravada por Kacey Musgraves)

Melhor compilação para mídia visual

The Greatest Showman – Hugh Jackman (& Various Artists)

Melhor trilha sonora para mídia visual

Black Panther – Ludwig Göransson

Melhor canção escrita para mídia visual

Shallow – Lady Gaga, Mark Ronson, Anthony Rossomando & Andrew Wyatt, compositores (gravada por Lady Gaga & Bradley Cooper)

Produtor do ano, não clássico

Pharrell Williams

Melhor clipe musical

This Is America – Childish Gambino